Gim e cachaça envelhecida em barris de Tennesee Whiskey são as novidades da Microdestilaria Hof

A destilaria de Serra Negra tem feito algumas experiências interessantes, como envelhecer gim em carvalho francês e cachaça em barris de uísque americano. Conheça melhor essas bebidas

Por Sergio Crusco

HOF MICROIDESTILARIA GIN MINNA MARIE
Minna Marie London Dry Gin: presença marcante da erva doce

A Microdestilaria Hof, de Serra Negra (SP) transformou-se num pequeno laboratório de experiências sensoriais. A premiada cachaça Alma da Serra, nas versões branca e envelhecida em carvalho francês, já tinham companhia de bebidas como a aguardente de café Curato e os licores de Café Trigoni e Frigga (creme).

Este ano a família aumentou com a chegada, em agosto, do Minna Marie, um London Dry Gin com infusão de 15 botânicos. O zimbro, ingrediente regulamentar do gim, está obviamente presente. Mas o destaque vai para as ervas que têm aroma e sabor de chazinho da vovó: cidreira, capim limão, hortelã, botões florais, anis estrelado e sobretudo a erva doce.

Martin Braunholz, proprietário da Hof, vinha pensando em fazer seu gim havia dois anos e, nesse meio tempo, a onda avassaladora desse tipo de destilado lambeu o Brasil. Resolveu fazer diferente, portanto, e também chegou ao mercado com uma versão envelhecida do Minna Marie, que descansa por um mês em barricas de carvalho francês sem uso, ganhando alguma cor e, no aroma e no sabor, sutil nota de baunilha. O Minna Marie Barrel Aged é o primeiro gim brasileiro envelhecido em madeira. Mas isso está longe de ser novidade ou uma revolução, uma vez que o uso de madeiras para armazenar bebidas foi uma constante até meados do século 20.

HOF MICRODESTILARIA SITIO
Arredores do sítio da Microdestilaria Hof, em Serra Negra

Fechando 2017 com mais uma experiência diferentona, a Hof lança sua cachaça envelhecida em barris de carvalho americano usados anteriormente para o descanso de Tennessee Whiskey (sim, aquele famoso, do rótulo preto). Dringue esteve na chácara da destilaria há um ano, quando houve uma espécie de cerimônia de preenchimento dos barris (na verdade, uma oportunidade de conhecer os produtos da casa e dar uma recarregada nas energias com o ar das montanhas). E agora confere o resultado de um ano desse descanso.

HOF MICRODESTILARIA Tennessee
Alma da Serra Tennessee Whiskey Barrel: um ano em carvalho americano por onde passou o famoso whiskey

O barril de whiskey, que passa por intenso processo de tosta antes de receber a bebida, emprestou à cachaça uma leve adstringência, acrescida das tais notas de baunilha que o carvalho sempre libera. Mas a suave picância da cachaça ainda está lá. “Os barris são usados para armazenar whiskey uma única vez e, portanto, a madeira ainda não está exaurida quando ele é descartado pela destilaria. Há uma tendência mundial de reutilização dessas madeiras para envelhecer outras bebidas. Pensamos: ‘Por que não nossa boa e honesta cachaça'”,  diz o sommelier Waldemar Sto, que presta consultoria à Hof.

Cerca de 1900 garrafas da Alma da Serra Tennessee Whiskey Barrel chegam ao mercado, mas uma parcela deve ficar quietinha dentro do carvalho por mais quatro anos, gerando uma série especialíssima. Enquanto isso, outras experiências vão sendo feitas na Hof, como o envelhecimento em barris onde estiveram whiskys de Islay, ilha britânica conhecida por fazer algumas das bebidas de caráter mais defumado do planeta. Aguardemos.

Os preços sugeridos pela Microdestilaria Hof dos gins Minna Marie são R$ 95 (garrafa de 750 ml) e R$ 60 (375 ml). O da cachaça Alma da Serra Tennesse Whiskey Barrel é R$ 110 (750 ml).

*

Créditos das imagens: Duvulgação (garrafas) e Sergio Crusco (Paisagem)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s