Conheça Kwaremont, a cerveja queridinha dos ciclistas belgas

Fresca, picante, frutada e refrescante, a Belgian Pale Ale é produzida pela De Brabandere Bouwerij em homenagem à estrada Oude Kwaremont, uma das subidas preferidas dos competidores e dos ciclistas amadores corajosos. Saiba mais sobre essa cerveja e sobre a Petrus Nitro Quad, outro rótulo dos mesmos fabricantes que também chega ao Brasil

Por Sergio Crusco

kwaremont_ciclistas
Ciclistas dão uma paradinha no boteco para uma breja

Quem já esteve no interior da Bélgica e parou em algum lugar para beber tranquilamente sua cerveja talvez tenha presenciado a cena: um bando de ciclistas suarentos e com as bochechas rosadas chegam ao bar, pedem suas taças, fazem glub-glub-glub e logo saem em disparada.

Se tem duas coisas em que a Bélgica se destaca, são os circuitos de bicicleta (competitivos ou não) e as cervejas (ah, tem o chocolate também). Entre outras paragens, quem pedala seriamente e viaja para lá com certeza vai querer cumprir os 2,2 quilômetros de subida da estrada Oude Kwaremont, cujos primeiros 600 metros são asfaltados e os outros 1600, pavimentados com paralelepípedos, aqueles que fazem a bike tremer – trrrrrrr

kwaremont_bier_cerveja_still_edit_2
Kwaremont: loura, picante e refrescante

Vá com foco e força que eu fico esperando no bar, OK? Depois de vencer a montanha e ganhar 93 metros em relação ao começo da linha (os primeiros 500 metros da parte de paralelepípedos são os mais íngremes), é quase certo querer uma cervejinha. E, entre as quase infindáveis delícias belgas, há justamente um rótulo em homenagem à estrada, que faz parte de várias provas importantes (incluindo a Tour de Flandres) e pertence ao município de Kluisbergen, na parte flamenga do país (ao norte, onde se fala holandês).

A Kwaremont é uma Belgian Pale Ale bem maltada, com 6,6% de álcool e aquela característica frutada própria das leveduras belgas. Acrescente a isso um “tempero”: notas de pimenta e noz-moscada provenientes da fermentação, sem que haja adição dessas especiarias. A picância da cerveja, especialmente no retrogosto (a sensação que fica na boca depois do gole), é notável. Não à toa é apelidada, no rótulo, de Pittig Blond – “pittig” quer dizer “picante”. Tudo a ver com o nosso calorão, pode crer.

Com esse picantezinho na língua, um caráter mais para o seco, muita carbonatação (bolhinhas) e um incrível frescor, não é à toa que a Kwaremont funciona para muitos ciclistas como a cenoura pendurada na vara para os burricos. Nenhum obstáculo é intransponível quando se pensa na cerveja que virá como recompensa. Bom, estamos na Bélgica, o paraíso.

kwaremont_bier_ciclistas_vencedores
Não quis subir a ladeira? Não ganha o tação do campeão

A De Brabandere Brouwerij, com tradição desde o final do século 19, lançou a Kwaremont há alguns anos não só em homenagem à querida estradinha trepidante, mas de olho numa ação de marketing bem bolada e que tem se mostrado eficaz. A marca patrocina provas e atletas, e convida bares da Bélgica e da Holanda a tornarem-se um koerse kaffee (café do circuito). Se o boteco está no caminho de uma prova ou é ponto de reunião de ciclistas, com transmissão de corridas de bicicleta, tem boas credenciais para entrar na lista. Já são 50 bares espalhados pela região.

petrus_nitro_quad_cerveja_quadrupelA PRIMA PRETA

Se você não é das cervejas frescuchas e quer logo partir para a ignorância de 11,5% de álcool, outra novidade da De Brabandere no Brasil é a Petrus Nitro Quad, uma Quadrupel carbonatada com nitrogênio e com adição de açúcar candy. Intensa no aquecimento do corpo e do paladar, ela é complexa e vem com notas de ameixa, tâmara, banana e uva, todas passas. Não é tão encorpada quanto faz parecer sua cor muito negra – o nitrogênio suaviza a textura da cerveja.

A Kwaremont e a Petrus Nitro Quad chegam ao Brasil em garrafas de 330 ml e podem ser compradas nas boas casas do ramo ou no site da importadora Boxer Beers por R$ 23,99 e R$ 28,99, respectivamente. A Boxer traz outros rótulos da De Brabandere. Divirta-se!

kwaremont_bier_braco_tatuado
Depois da pedalada, o pezão no caixote e uma Kwaremont

Já que eu não achei a canção belga de bicicleta, vai a italiana



*

Créditos das imagens: Site De Brabandere (Ciclistas em preto e branco e Kwaremont), Facebook Kwaremont Bier (Campeões e Pezão), Sergio Crusco (Petrus Nitro Quad)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s