2

Bebendo com Fred Astaire

Leve, sutil, elegante – assim é o Buck’s Fizz, coquetel de champanhe com suco de laranja, também conhecido como Mimosa. O drinque é bebericado por Fred Astaire em O Picolino, um de seus maiores sucessos ao lado da eterna parceira Ginger Rogers

Por Walterson Sardenberg Sº

Fred-Astaire-edit

Fred Astaire: elegância, leveza e sofisticação (em qualquer ordem)

Todo mundo sabe que os ingleses e os franceses não falam a mesma língua. Embora já tenham falado: durante três séculos, a partir de 1066, a corte britânica só se comunicou em francês. Isso ocorreu porque, naquele ano, a ilha foi dominada pelo galês Guilherme, o duque da Normandia. Deste episódio, por sinal, surgiu a indissolúvel, embora muitas vezes velada, animosidade entre os dois vizinhos, separados por um braço de mar — e um braço de ferro.

Continuar lendo

0

Bebendo com Mick Jagger

O vocalista dos Rolling Stones se apaixonou pelo Tequila Sunrise na Califórnia, em 1972. Até hoje o coquetel é sucesso nas festas tropicais

Por Walterson Sardenberg Sº

mickjagger2960x800

“Give me little drink from your loving cup”

Mick Jagger lançou um modo muito pessoal de cantar (embora pagando tributo a Don Covay), criou alguns dos melhores rocks do gênero e transformou os Rolling Stones numa máquina de fazer dindim. Mas, por favor, não inventou o Tequila Sunrise, como teimam alguns tratados sobre coquetéis. Apenas divulgou o drinque — depois de enxugar dezenas de galões, é bem verdade.

Continuar lendo